Encontra-se em: Panda Security > Home Users > About Panda > press-releases > Lista dos últimos press releases

RssBurner ViewNews True 0

Adware causou maioria das infecções no primeiro trimestre de 2008

02/04/2008 0:00:00. De acordo com o relatório do pri

De acordo com o relatório do primeiro trimestre de 2008 do PandaLabs – o laboratório de análise e detecção de malware da Panda Security – o adware, com 28,58% de todas as infecções, foi o tipo de malware que infectou mais computadores nos primeiros três meses do ano.

 

“O adware é um tipo de código malicioso que exibe anúncios enquanto os utilizadores navegam na Web. Para além de ser incómodo, muitas variantes podem comprometer a segurança ou o desempenho do computador, pelo que os utilizadores devem proteger-se”, explica Luis Corrons, Director Técnico do PandaLabs.

 

 

Novo malware no 1.º trimestre

 

 Os Trojans, com 25,46% de todas as infecções, e os worms, com 9,94%, foram os outros códigos maliciosos mais frequentes.

 

Relativamente às novas variantes que surgiram ao longo dos últimos três meses, 62,16% são Trojans, 20,34% são adware e 8,87% worms.

 

“A enorme quantidade de novos Trojans colocados em circulação todos os meses indica que os cibercriminosos estão interessados em criar novas variantes com mais frequência, dificultando cada vez mais a detecção através das soluções de segurança, que não serão capazes de actualizar a tempo os ficheiros de assinaturas, deixando os utilizadores desprotegidos”, afirma Luis Corrons.

 

Quanto aos vírus mais activos no primeiro trimestre de 2008, a lista é liderada pelo adware Comet. Em segundo lugar encontramos o NaviPromo, outro adware, e na terceira posição o worm Bagle.HX, concebido para se propagar e infectar o maior número de PCs possível.

 

  

Principais ameaças do 1.º trimestre de 2008

  

Ameaças para telemóveis

 

O relatório do primeiro trimestre de 2008 do PandaLabs inclui uma secção específica dedicada a ameaças para telemóveis: Smartphones, iPhones, etc. Segundo o laboratório da Panda Security, as principais ameaças para estes dispositivos são os worms, os Trojans e o spyware (spyphone).

“O seu comportamento e funcionalidades são semelhantes às dos códigos maliciosos para computadores”, afirma Corrons. “Os Trojans concebidos para furtar dados confidenciais como palavras-passe de e-mails, contactos de mensagens instantâneas, etc. são os mais frequentes, com 54,48% de todas as infecções, o que prova que os ataques a telemóveis estão a ficar cada vez mais sofisticados”.

Para o PandaLabs os efeitos mais comuns do malware para telemóveis são os seguintes:

  • Mau-funcionamento: bloqueio do telemóvel.
  • Perda de produtividade: consumo da bateria.
  • Custos desnecessários: envio de SMS para números de valor acrescentado.
  • Perda de dados e informação: eliminação de pastas e mensagens.
  • Furto de informação confidencial: números de telefone, SMS ou outros dados sensíveis que possam ser armazenados no dispositivo.

O relatório do primeiro trimestre de 2008 do PandaLabs inclui informação sobre temas como as principais vulnerabilidades descobertas ao longo dos três primeiros meses do ano, um ataque inovador que utiliza rootkits capazes de substituir o MBR (Master Boot Record) do computador ou uma análise da evolução do “Storm Worm”, um dos mais frequentes worms do ano passado.

Poderá realizar o download do relatório trimestral do PandaLabs em http://www.pandasecurity.com/homeutilizadores/security-info/tools/reports

 


 

  • Feed RSS para press releases

  http://www.pandasecurity.com/virus_info/exports/rss/pandapt.xml

 

  • Adicione esta notícia a MyWeb

 

 

Comunicação Portugal
E-mail: comunicacao@pt.pandasecurity.com
Número de telefone: + 351 219 42 68 00