Encontra-se em: Panda Security > Home Users > About Panda > press-releases > Lista dos últimos press releases

RssBurner ViewNews True 0

Apenas 8,4% dos e-mails recebidos por empresas em 2008 eram legítimos

28/01/2009 0:00:00. Untitled Document

Apenas 8,4% dos e-mails recebidos por empresas são legítimos. Cerca de 89,88% das mensagens são spam, ao passo que 1,11% estão infectadas com algum tipo de malware. Estes dados foram compilados após análise de 430 milhões de mensagens de e-mail em 2008 pelo TrustLayer Mail, o serviço de gestão de correio da Panda Security.

 

% spam

%infectados

% perigosos

% suspeitos

Correio limpo

Janeiro

76,27

1,84

0,59

0,64

20,66

Fevereiro

87,83

3,08

0,46

0,62

8,01

Março

86,51

1,32

0,45

0,53

11,19

Abril

94,75

0,88

0,12

0,12

4,13

Maio

94,71

0,97

0,03

0,07

4,22

Junho

93,35

0,87

0,01

0,16

5,61

Julho

90,43

0,98

0,11

0,55

7,93

Agosto

93,01

0,99

1,27

0,18

4,55

Setembro

91,89

2,34

0,19

0,19

5,39

Outubro

90,04

1,92

0,08

0,19

7,77

Novembro

88,36

2,06

0,1

0,33

9,15

Dezembro

91,48

1,08

0,05

0,26

7,13

Total

89,88

1,11

0,28

0,32

8,41

Apenas em Janeiro se testemunharam níveis de spam inferiores a 80%. O volume de spam oscilou ao longo do ano, atingindo um pico no segundo trimestre com 94,27% de todo o correio recebido por empresas.

Relativamente a mensagens infectadas em 2008, o worm Netsky.P foi o código malicioso detectado com mais frequência. Este tipo de malware activa-se automaticamente quando os utilizadores consultam a mensagem infectada através do painel de prévisualização do Microsoft Office Outlook. Consegue-o explorando uma vulnerabilidade no Internet Explorer que permite a execução automática de anexos de e-mail. A exploração desta vulnerabilidade é detectada pelo PandaLabs como Exploit/iFrame e foi o terceiro tipo de malware mais detectado pelo TrustLayer Mail em e-mails.

“O facto destes dois códigos maliciosos actuarem frequentemente em unísono, explica o elevado número de detecções de ambos. Os ciber-criminosos lançam diversas variantes de malware com cada um destes códigos para aumentarem as hipóteses de infecção, logo, mesmo os utilizadores cujos sistemas estejam actualizados e imunes aos códigos, podem tornar-se vítimas de infecção pelo worm ao executarem o anexo”, explica Luis Corrons, Director Técnico do PandaLabs.

O backdoor Trojan Rukap.G, desenvolvido para permitir aos atacantes o controlo de um computador, e o Trojan Dadobra.Bl estiveram também entre os códigos maliciosos mais frequentes.

Top Malware em e-mails

Netsky.P.worm                   

Bck/Rukap.G

Exploit/iFrame                     

Trj/Dadobra.BL                     

Generic Malware                     

Trj/Downloader.PSJ                 

Trj/SpamtaLoad.DO                  

Trj/Downloader.PWR                 

Bck/Haxdoor.PL                     

Trj/Spamtaload.DZ                  

“Para as empresas, o spam é mais do que apenas um aborrecimento: consome largura de banda, desperdiça o tempo dos colaboradores e pode até causar o funcionamento incorrecto de sistemas. No final, tudo se traduz em perda de produtividade”, destaca Luis Corrons.

Muito deste spam circulou pela extensa rede de computadores zombie controlados por ciber-criminosos. Um zombie é um computador infectado por um bot, um tipo de malware que permite o controlo de sistemas infectados por parte de ciber-criminosos. Estes computadores são frequentemente utilizados como uma rede de execução de acções maliciosas como o envio de spam. Nos três últimos meses do ano, 301.000 computadores zombie foram activados diariamente.

Assuntos do spam em 2008

Relativamente aos diferentes tipos de spam em circulação, 32,25% do spam em 2008 relacionou-se com produtos farmacêuticos e 20,5% com produtos para melhoria do desempenho sexual.

O spam relacionado com a situação económica também cresceu significativamente ao longo de 2008. As falsas ofertas de emprego e diplomas fraudulentos representaram 2,75% de todo o correio indesejado do ano passado, ao passo que as mensagens a promover soluções de amortização e falsos empréstimos foram responsáveis por 4,75%.

O spam a promover falsos produtos de marca, como relógios, foi responsável por 16,75% do total. No entanto, esta última categoria caiu de 21% na primeira metade do ano para 12,5% nos últimos seis meses.

 

 

  • Feed RSS para press releases

  http://www.pandasecurity.com/virus_info/exports/rss/pandapt.xml


 

  • Adicione esta notícia a MyWeb

 

 

Comunicação Portugal
E-mail: comunicacao@pt.pandasecurity.com
Número de telefone: + 351 219 42 68 00