Encontra-se em: Panda Security > Home Users > About Panda > press-releases > Lista dos últimos press releases

RssBurner ViewNews True 0

PandaLabs apresenta Inteligência Colectiva no Virus Bulletin 2008

02/10/2008 0:00:00. Untitled 1

O PandaLabs apresentará a sua inovadora tecnologia Inteligência Colectiva no Virus Bulletin 2008. A Inteligência Colectiva é a resposta da Panda ao aumento exponencial das ameaças da Internet, ao automatizar a detecção e análise do malware, para além da preparação de vacinas. A Panda foi pioneira neste tipo de tecnologia em 2007. Este ano tomou um passo em frente, explorando esta tecnologia para criar as primeiras soluções antivírus que protegem a partir da “nuvem”.

 

O Virus Bulletin é uma publicação global líder na área da segurança das TI. A sua conferência anual tornou-se uma das mais importantes datas no calendário para especialistas na luta contra o malware e as ameaças da Internet. Este ano será realizada a 16a edição deste evento em Ottawa, Canada, de 01 a 03 de Outubro. 

 

Ismael Briones, Malware Researcher do PandaLabs, fará uma apresentação em representação do PandaLabs intitulada: “Representação, entropia e rede informática: a comparação automática do malware”. Será focada a necessidade dos laboratórios de segurança automatizarem o processo de recolha e análise de malware, algo que a Panda Security iniciou há dois anos, com a Inteligência Colectiva.

 

Este inovador modelo é baseado na recolha e análise automática da informação acerca de malware a partir da comunidade na Internet. À medida que o conhecimento é acumulado nos servidores da Panda e não nos computadores dos clientes, a Inteligência Colectiva maximiza a capacidade de detecção dos produtos Panda enquanto reduz a utilização da largura de banda e o consumo de recursos dos clientes.

 

A Inteligência Colectiva é actualmente composta por diversas tecnologias e não se baseia somente na comparação de cada exemplar de malware recebido com a base de dados de malware conhecido. Algumas destas tecnologias permitem que o novo malware seja baseado em classificação, entre outras técnicas, na sua representação gráfica, no sistema de pacotes utilizado e na comparação do tamanho e características de cada ficheiro face à base de dados de malware e goodware da Panda (uma das maiores do mundo). A melhoria e expansão desta tecnologia tem vindo a ser possível graças às amostras recebidas a partir de uma rede global de mais de quatro milhões de sensores. Todas estas tecnologias permitem à Panda oferecer maior capacidade de detecção e rapidez na protecção da comunidade de utilizadores, para além de muitos processos serem completamente automáticos e não necessitam de intervenção humana. 

 

Na sua apresentação no Virus Bulletin 2008, Ismael Briones explicará algumas destas tecnologias. O especialista do PandaLabs utilizará a teoria da representação como método para identificar funções semelhantes entre amostras de malware. Este sistema ajuda a minimizar o erro humano e os falsos positivos na detecção e análise de amostras de malware.

 

“Pesquisas prévias acerca da teoria da representação provaram a sua utilidade na descoberta de semelhanças entre variantes de malware, embora estes sistemas ainda não ofereçam o desempenho mais adequado. Como tal, no Virus Bulletin 2008 apresentaremos diversos métodos que podem ser utilizados para resolver a questão do desempenho”, explica Briones.

 

Para mais informação acerca do Virus Bulletin 2008, visite: http://www.virusbtn.com/conference/vb2008/index

 


 

  • Feed RSS para press releases

  http://www.pandasecurity.com/virus_info/exports/rss/pandapt.xml

 

  • Adicione esta notícia a MyWeb

 

 

Comunicação Portugal
E-mail: comunicacao@pt.pandasecurity.com
Número de telefone: + 351 219 42 68 00